Palavra da Redatora - Nesse mundo tão diverso em que vivemos, a expressão 'gestão profissional' pode significar mais do que parece e poderemos observar isso a cada dia através da possibilidade de obter informações através da internet. As 'informações' nos permitem criar comparações assim: - Se Lance Armstrong tivesse nascido no Brasil, talvez hoje estivesse entregando pizza. Tudo pode se resumir a uma questão de 'gestão profissional'.

domingo, 6 de dezembro de 2009

- Sobre o doping no ciclismo

Drogas jogam ciclismo brasileiro na lama

Em 6 de novembro, os ciclistas brasileiros Alex Diniz, Alcides Vieira, Cleberson Webber e Alex Arseno foram suspensos por dois anos pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). O motivo? Trapaça. Usaram substâncias proibidas para garantir rendimento, o famoso doping que afeta outros esportes no Brasil (atletismo e natação, sobretudo) e também assusta o ciclismo internacional.
.
Segundo a Agência Estado, “todos foram flagrados no exame antidoping por uso da substância proibida eritropoietina (EPO). Alex Diniz, Alcides Vieira, Cleberson Webber foram flagrados em exame realizado em abril, durante a Volta de Santa Catarina. E Alex Arseno testou positivo em junho, na disputa da Volta Ciclística do Paraná. Os quatro atletas abriram mão de apresentar suas defesas à CBC.” Três dos quatro casos são da equipe DataRO/CORDEIRÓPOLIS. Só o Alex Diniz é da Fapi/Funvic/Pindamonhangaba.
.
O Lance também divulgou que os ciclistas Sidinei Silva e Carlos França foram suspensos por doping. De acordo com o jornal, além deles, Justino Borges Ribeiro e Mauricio Morandi também foram flagrados, mas este último foi absolvido. Com estes casos, o ciclismo brasileiro já soma oito atletas com resultados positivos em 2009.
.
Dou crédito para a agência e para o jornal porque não há uma linha sobre o assunto no site da Confederação Brasileira de Ciclismo (http://www.cbc.esp.br/). A mídia especializada (revistas como VO2 e etc) deram pouco destaque. Em fóruns, o assunto pegou. Mas o pior é que o melhor blog sobre ciclismo no Brasil, o Maglia Rosa (http://magliarosa.wordpress.com) foi alvo de ameaças por parte dos dopados. Para se ver livre dos achaques, deletou vários posts sobre o tema.
.
Não sei qual o motivo leva ao doping: desespero por resultados, vontade de ter fama, incapacidade física para obter melhores resultados, pressão dos patrocinadores? Seja lá qual for o motivo, não podem ficar impunes e a suspensão é pouco. Todos deveriam se banidos do esporte. Quando a confederação joga para baixo do tapete toda esse sujeira, comete uma injustiça com quem joga limpo.
.
Alex Diniz, bi-campeão da Volta de Santa Catarina, vai deixar o título para quem? E o verdadeiro campeão brasileiro, quem é? Com a palavra, a confederação.
.
Fonte - Papel Eletrônico
Na foto - Alex no pódio ( centro ) na Volta de Santa Catarina

Um comentário:

JULIA MANDETTA disse...

As vezes o que me assusta no comportamento das pessoas é elas estarem equivocadas, achando que são donas da verdade, e por conta disso, fazerem aquilo que querem, sem pudor.O caso dos ciclistas que ameaçaram o Zaca do 'MagliaRosa',é um exemplo.Penso que essa atitude pode na verdade demonstrar que o doping poderá ser generalizado no ciclismo brasileiro, e esses ciclistas que foram 'pegos' viraram vítimas (- Por que só nós ?)e a tal tolerância ZERO da CBC, como de hábito, ser mais uma história pra boi durmir.

Deixe seu recado